EMAIL

nani rodrigues
@nanirodrigues
videomaker no @dobermanestudio e fotógrafa de comida, lugares e gente ?? (não entre se estiver com fome! ?) . ?SP e BH (e onde mais precisar)

Skillet Cornbread with Butter, Honey and Flaky Salt

My Recipes
Últimos dias em Minas e o que fazer com a saudade que fica? ????
Últimos dias em Minas e o que fazer com a saudade que fica? ?
Não havia luz e nem eletricidade. O galão de querosene ficava embaixo do balcão para abastecer os lampiões da venda, de pavio feito em casa, e os dos compradores, que retiravam a quantidade que iriam levar com um funil. Geladeira era luxo de poucos, logo a mortadela era mantida "no tempo". Cada pedido era fatiado na faca e embrulhado em papel, o mesmo tipo de papel que embrulhava a carne fresquíssima que vinha do açougue, e entregue ao cliente pelo meu avô, que guardava o dinheiro em uma pequena gaveta, na bancada de madeira que sustentava a micro vitrine com os bolos e biscoitos feitos pela minha avó. Era assim que se vivia quando mudava-se da roça para a cidade, tentando conseguir um estudo melhor para seus filhos. Muitas décadas depois, eu já nascida, ficava na ponta do pé para assistir Jeferson cortar 100g de presunto exatas, "no olho" sem balança, na linda fatiadora vermelha elétrica que ficava no "Baltazar", mercearia que existe até hoje no bairro de Santa Efigênia, onde nasci e cresci em Belo Horizonte. Lá, o presunto e a mussarela eram embalados em papel rosa e amarrados com barbante de algodão. Nada disso de bandejinha de isopor e plástico filme, coisa da modernidade. . Frios da @cervejariaviela embrulhados em papel e fatiados na fatiadora de manivela.
Queria escrever um texto melhor mas estou distraída com as cores dessas cenouras da @santa_adelaide_organicos que fotografei para a @brastemp